QuimicARTE – Votação Final

Car@s alun@s,
em primeiro lugar, parabéns a todos! Chegamos, enfim, ao momento da votação final da “QuimicARTE – Mostra de Quadrinhos“.

QuimicARTE
Se você gostou de algum dos trabalhos expostos na entrada do Band, basta votar no link:

https://goo.gl/forms/o3hu2Xzk8Bp5SIi32

Para facilitar, basta escanear o QRCode na parte superior dos vidros para ser redirecionado para o link de votação:

QuimicARTE - Votaçao

Se você quiser votar em mais do que um trabalho, é só recarregar a página de votação e escolher um outro trabalho!
O resultado final divulgaremos no final da próxima semana!
Boa sorte a todos!
Equipe de Química

QuimicARTE - Vidro 02

Ranking – Competição Interna – F1 in Schools

No dia 10 de setembro foi lançada uma competição interna aos alunos do projeto F1 in Schools, do Colégio Bandeirantes (http://quimica.colband.net.br/2014/09/08/3-2-1-foi-dada-a-largada/), com o objetivo de instigá-los a participar das páginas do Facebook “F1 in Schools Band” e “F1 in Schools BRZ”. A ação visa estimular a proatividade e responsabilidade dos estudantes, além de proporcionar maior contato com a coordenação do projeto.

Confira a seguir o ranking dessa competição:

Posição

Posição Aluno Pontuação
Luciano García 9
Cris Sciutto 6
Marcos Alfieri 5
Cristina Liu 2
Guilherme Sharosvky 2
Gustavo Giardullo 1
Pedro Oliveira 1
Guilherme Lacks 1

Imagem - carrinho

3, 2, 1… Foi dada a largada!

Uma nova competição interna está lançada aos alunos do projeto F1 in Schools, do Colégio Bandeirantes, com o objetivo de instigá-los a participar das páginas do Facebook “F1 in Schools Band” e “F1 in Schools BRZ”. A ação visa estimular a proatividade e responsabilidade dos estudantes, além de proporcionar maior contato com a coordenação do projeto.

f1

A ideia é que os alunos tornem-se “pilotos” dessas páginas do Facebook e, mediante a tal liberdade; criem a própria agenda dos encontros, deem opiniões sobre videoconferências, tirem suas dúvidas ou até mesmo solicitem uma conversa com um especialista.

A premiação dessa competição será baseada na iniciativa dos alunos. Aqueles que participarem das páginas do Facebook concorrerão a uma miniatura de carro. O aluno que, ao final dos encontros presenciais, acumular a maior quantidade de miniaturas ganhará um prêmio-surpresa.

Lembramos que faltam apenas 47 dias para a primeira eliminatória. Acompanhe o evento em www.f1inschools.com

 O projeto F1 in Schools é uma competição aberta a todos os jovens estudantes entre 9 e 18 anos que cursam o ensino fundamental e o ensino médio ou equivalente, e envolve a concepção e fabricação de uma miniatura de carro da Fórmula 1 movido a CO2. As equipes de jovens competirão umas com as outras em etapas regionais, de modo a garantir presença na grande final nacional. O campeão brasileiro representará o país no campeonato mundial, onde competirá com cerca de 40 equipes de todo o mundo. Vale ressaltar que esse é o primeiro ano que teremos uma equipe brasileira na final. Desejamos boa sorte a todos os nossos alunos!

MELANCIA: moléculas coloridas suculentas!

Não é só a cor que difere nas melancias vermelhas ou amarelas. O sabor também é distinto. Culpa dos carotenoides que dão cor a estas frutas.

 

O licopeno, que existe também no tomate, dá a cor vermelha; o caroteno dá cor amarelo-laranjada e existe também na cenoura. E, após a degradação na fruta, cada um resulta em sabores diferentes.

Nada lembra “verão” completamente como uma grande fatia de uma suculenta melancia. Mesmo se você preferir um grelhado, uma salada ou água fresca, a melancia é uma das melhores maneiras de vencer o calor do verão.

Então, o que dá melancia seu sabor refrescante e delicado?

Acontece que a resposta é bastante complicada. Ao longo das últimas décadas, os cientistas identificaram dezenas de moléculas que contribuem para o aroma e sabor único de melancia.

E aqui está uma característica interessante: o sabor de uma melancia tem muito a ver com a sua cor. Amarela, alaranjada ou vermelha, provavelmente você vai notar diferentes perfis de sabor para cada uma.

Várias das moléculas do aroma da melancia são formados quando compostos químicos coloridos, chamados carotenoides, se decompõem em compostos químicos menores.

Por exemplo, a cor clássica das melancias vermelhas vem de licopeno, a mesma molécula responsável pela cor dos tomates vermelhos. Quando o licopeno se rompe, forma compostos chave de sabor, como aroma de limão citral.

As laranja não tem muito licopeno, mas ocorre o mesmo com o betacaroteno, composto químico que faz com que as cenouras sejam laranja, isso leva a um conjunto completamente diferente de moléculas de sabor, incluindo floral beta-ionona.

A química do sabor melancia é claramente complexo, mas os cientistas ainda estão à procura de moléculas individuais que imitam esse sabor característico.

Mais recentemente, um estudo identificou uma molécula única – apelidada de “aldeído melancia”. Infelizmente (ou felizmente, dependendo da perspectiva), a molécula é demasiada instável para ser utilizado como um aditivo alimentar.

Por enquanto, os aromatizados artificialmente, nem chegam perto do verdadeiro sabor melancia, para isso você vai ter que continuar provando uma deliciosa fatia de melancia.

(http://scienceandfooducla.wordpress.com/2014/08/26/watermelon/ Acesso em 28.08.2014)